O que é Tipografia e sua importância no WeDesign

Como usar tipografia em Webdesign
Hoje em dia é nítido que ter um site deixou de ser um mero recurso atrativo para se tornar uma prioridade. Tanto uma empresa ou até um profissional freelancer deve contar com um site para assim garantir algo fundamental: a presença digital.

Na hora de se falar em ter um site, é preciso levar em consideração vários detalhes relevantes. O registro de domínio, por exemplo, é um deles. Graças a um domínio o site ganha muito em credibilidade e profissionalismo.


Porém além do domínio (e também de um bom serviço de web hosting), a preocupação com o aspecto visual do site não deve ser deixada de lado.

Assim como todo suporte de informação, um site possui as suas particularidades. Por isso, estabelecer um visual agradável e intuitivo constitui algo que os profissionais da área dão muita importância, que é a Experiência do Usuário.

Imagine uma loja virtual com imagens pouco detalhadas dos produtos, que não seja responsiva e com links desprovidos de uma hierarquia que facilita a navegação. Tudo isso prejudica o atendimento de qualidade e compromete o futuro do negócio.

Entretanto, outro grande detalhe que deve ser levado em conta na hora de criar uma identidade visual de sucesso consiste na escolha certa da Tipografia.

Como a tipografia ajuda um projeto na web

A tipografia está relacionada com a arte e o domínio técnico de compor e arranjar palavras e textos.

Sabe quando você se depara com um texto e consegue ler o conteúdo sem dificuldade, sem perder a concentração diante elementos que retiram a sua imersão na leitura? Pois então, isso é tudo “culpa” de um bom trabalho de tipografia.

Será que essa fonte está legível? Será que uma fonte com serifa é a ideal? Essas são algumas das indagações que surgem na mente de um designer gráfico na hora de criar um site.

A Tipografia sempre foi uma das protagonistas na mídia impressa, pois jornais, livros, revistas e panfletos devem contar com fontes legíveis. Dessa maneira, elas conseguem transmitir com sucesso a mensagem.

O mesmo vale para os sites, blogs, landing pages e outros formatos que a internet possibilita como suporte para conteúdo textual. A Tipografia é importante em todos os meios de comunicação.

Por isso, os profissionais da área do design gráfico, que dominam os conceitos de softwares como, por exemplo, o Illustrator da Adobe, devem estar cientes das diferentes características e propósitos das mais variadas fontes tipográficas.

Cada fonte transmite um conceito diferente. Optar pela fonte ideal na hora de criar uma peça gráfica não pode ser algo feito aleatóriamente. O ideal é que esse procedimento deve estar baseado na mensagem que o designer deseja passar ao leitor.

Uma tipografia pode ser suave e leve, enquanto outra pode ser pesada e robusta. É o tipo de conteúdo que vai definir qual deverá ser a escolhida.

Um exemplo de empresa que fez uma mudança sutil na sua tipografia é a Netflix. A alteração foi feita em 2014, mudando para um visual mais simples. Sendo assim, confira a seguir alguns dos principais critérios para a escolha de uma boa tipografia.

  • Legibilidade

A melhor fonte é aquela fácil de ler, e ponto! Esse deve ser um aspecto fundamental na hora de escolher. É aí que entram elementos importantes que orientam a escolha para obter uma boa legibilidade.

A existência ou não de serifa é um deles. A serifa nas fontes pode ser uma maneira eficiente interessante de orientar a leitura. Por outro lado, a ausência de serifa torna o texto menos sisudo.

Contudo, é necessário destacar ainda que o tamanho da fonte, aliado a cor em relação aos outros elementos visuais do texto, também é decisivo para assegurar uma boa legibilidade.

  • O espaço de texto

Quando se trata de trabalhos visuais para a construção de sites e blogs, o texto não tem a necessidade de estar justificado como é e costume em trabalhos acadêmicos, por exemplo.

A razão disso é que linhas mais curtas não forçam a leitura em apenas um sentido, tornando o processo de ler mais agradável e pouco cansativo.
Além disso, não justificar facilita para a responsividade do conteúdo, o tornando adaptável em variados tipos de tela.

  • Hierarquia visual

Em um texto, algumas frases ou palavras são mais importantes que outras. É aí que um bom designer gráfico atua sabendo trabalhar bem a hierarquia visual.

De uma forma geral, para destacar algumas frases ou palavras, é válido escrevê-las com a fonte maior ou bold, as priorizando aos olhos do leitor.

  • Funcionalidade

Por mais bonita que seja uma fonte, será que ela é a mais adequada para o conteúdo do seu trabalho gráfico? Ela casa bem com os outros elementos ou com a “cara” do negócio?

Uma fonte manuscrita, por exemplo, pode ser interessante para frases curtas, mas poderá ser cansativa para textos mais longos. A ideia é sempre optar pela fonte que trabalhará melhor com os outros elementos e entregará a melhor experiência ao usuário.

Conclusão

Constantemente são criadas novas fontes tipográficas. Basta procurar pela web em sites com esse propósito e notar a infinidade de opções. No entanto, cabe ao profissional de Design pesquisar e utilizar a mais adequada para o seu trabalho.

Portanto, diante de uma escolha certa de fontes, a construção visual, seja de um site ou de um material impresso, fica mais atraente, legível e profissional.

Nenhum comentário: