Precisamos do seu apoio para continuar on-line.

Desenvolvimento de jogos

A criação de jogos é uma das áreas mais visadas pelos programadores.
E não é por menos, quem nunca jogou um game, achou fantástico e pensou como são feitos? Quem não já pensou em trabalhar criando jogos?

Porém, aqui no Brasil, as informações sobre o ramo de desenvolvimento de jogos ainda são escassas.
Com o intuito de esclarecer, tirar algumas dúvidas e conseguir alguns conselhos, nosso site base Programação Progressiva, entrevistou Vinícius Godoy, profissional, professor de pós-graduação de Desenvolvimento de Jogos Digitais e fundador do Portal V, dedicado ao ensino de criação de jogos.

Como ser programador de jogos

Quando começamos a estudar programação, a primeira coisa que nos vem a mente é criar robustos Sistemas Operacionais ou Jogos de alto rendimento e qualidade.
Mas não demora muito até percebermos que as coisas não são bem assim, ainda mais se estamos falando em linguagens de baixo nível, como C.

Visando quebrar esses e outros mitos, vamos explicar como é o ramo da programação de jogos aqui no Brasil, e fomos buscar um dos maiores especialistas no assunto, o Vinícius Godoy.

Ele já trabalhou profissionalmente com C, C++, Java e atualmente se dedica ao ramo de desenvolvimento de jogos, como profissional e por hobbie (possui um portal com um vastíssimo material, gratuito, e inteiramente voltado à criação de games).

A entrevista fala sobre o mercado brasileiro de jogos, as diferenças de um programador comum e programador de jogos, ele deu dicas sobre o que se deve estudar e focar para trabalhar nessa, além de dar uma geral do processo de criação de um jogo (que não envolve apenas programadores).

Acesse já e leia a entrevista:
Desenvolvimento de jogos


Nenhum comentário: